Younger Now: Não temos uma nova Miley | Review | ALUADO

Younger Now: Não temos uma nova Miley | Review




 Chegou o dia, 29/07/2017, data escolhida pela cantora Miley Cyrus para lançar seu novo álbum de estúdio, "Younger Now". Muitas pessoas podem achar que Miley Cyrus é uma pessoa inconstante e que ainda não se encontrou musicalmente, mas essas pessoas estão erradas.
 Miley ficou conhecida por interpretar Hannah Montana, no seriado do Disney Channel. Mas ela mudou muito desde aquele tempo pra cá e "Younger Now" mostra todo esse amadurecimento.
 Miley passou por muitas fases, o laçamento do seu álbum "Bangerz" chocou muitas pessoas pelo seu comportamento e pela suas letras, mesmo assim foi um álbum que mostrava que ela queria ser vista como uma mulher que ela é, e não como uma garotinha. Na era "Bangerz", Miley se tornou um ícone do pop.
 Depois disso em 2015 Miley lança um álbum experimental totalmente gratuito na internet, muitos dizem que esse foi o ponto mais "louco" de sua carreira, um trabalho totalmente psicodélico e autoral.
 Agora Miley lança "Younger Now", um álbum que muitas pessoas dizem ser a volta atrás de tudo que ela fez, um pedido de desculpas ao noivo, mas novamente estão errados. Miley já disse que não se arrepende do que fez, ela ama todos os seus momentos.
 E nas letras de "Younger Now" percebemos o amadurecimento dela como artista. Na faixa que leva o nome do álbum ela diz:
“Change is a thing you can count on”/”Mudança é algo que se pode contar”


 "Younger Now", é um álbum country, Miley voltou as suas raizes, onde ela cresceu. É um álbum leve, em 11 faixas Miley Cyrus foca totalmente nos seus vocais.
 Também é um álbum politico, pois na faixa Rainbowland, que temos o único feat. do álbum, com sua madrinha, Dolly Parton, elas deixam claro que essa canção foi feita para os LGBTS+. Miley é uma militante da causa. 
  
 Se você ouvir bem o álbum, vai poder notar que não temos uma nova Miley Cyrus, você notará todas, todas as eras, pois ela é só uma única pessoa, temos um álbum coutry, mas também temos músicas que vão ser hits das paradas, como Thinkin', que pela sonoridade lembra muito o "Bangerz". Miley deixa o conseguiu deixar o coutry com a sua cara.
 Então meu amigo, quando falarem que temos uma nova Miley, diga que não, pois ela tem é uma só, mas sempre se inovando como artista e fazendo o que lhe faz bem. 

Ouça o disco: 




                                Nota: 
   

Arthur Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram