A VERDADE SOBRE 'CARA GENTE BRANCA'

     Racismo existe no século 21? O que de fato pode ser considerado racismo? Essas são algumas perguntas que são respondidas  na nova ...

  


  Racismo existe no século 21? O que de fato pode ser considerado racismo? Essas são algumas perguntas que são respondidas  na nova série da Netflix Cara Gente Branca. Desde que foi anunciado Cara Gente Branca sofreu muitas críticas negativas, alguns assinantes diziam que iriam fazer um boiote ao serviço Netflix, pois eles alegavam que a série trazia racismo reverso -isso não existe- mas sem nenhum medo a série estreou e trouxe com elas algumas verdades que algumas pessoas querem esconder.
  Cara Gente Branca fala sobre as relações raciais de estudantes negros e brancos da  Universidade de Winchester, o inicio desse conflito começa quando alguns alunos fazem uma festa onde todos estão fazendo black face -pintar o rosto para simular ser uma pessoa negra- e esse é o ponto de partida da série.
  Eu sei que a premissa da série parece ser muito pesada, e é, mas essa série também é boa para quem estar procurando risadas.
  A trama é focada em 5 alunos negros, e em suas vidas, vemos como cada um lida com o caso, acompanhamos suas histórias e suas dores, vemos como eles só querem ser respeitados por quem eles são.
 Ao longo de 10 episódios vemos como cada um lida com essa questão e como eles lidam com os outros problemas que são consequências dessa festa.
  A série trata o assunto com ironia e com uma honestidade absurda, além de ter esse enredo a série aborda a vida pessoal de cada um, fugindo um pouco desse assunto tão pesado que sempre está presente na série. 
 Essa série não trata as pessoas negras como pessoas vitimistas, mas sim como pessoas de verdade que buscam justiça e igualdade.
 Cara Gente Branca mostra a verdade de como é ser negro, de como é lidar com as diferenças ao nosso redor, é uma série que mostra que ter empatia com o outro é a melhor solução e de como ter representatividade é importante. 
 A série também trouxe outras questões, que eu espero que sejam mais desenvolvidas em uma segunda temporada.
  
                                            Nota: 

Abraços