Queria ver você feliz--Resenha

Oi tudo bem? Hoje vim falar sobre um livro lindo, Queria ver você feliz, da autora brasileira Adriana Falcão. ISBN-10:  8580576091   A...

Oi tudo bem?
Hoje vim falar sobre um livro lindo, Queria ver você feliz, da autora brasileira Adriana Falcão.







ISBN-10: 8580576091
 Ano: 2014 / Páginas: 160
Idioma: português 
Autora: Adriana Falcão
Editora: Intrínseca
Sinopse:Há quem chame de Eros, Kama, Philea ou Ahava. O Amor, esse personagem mítico, desempenha o papel de narrador na história real do casal Caio e Maria Augusta, pais da autora Adriana Falcão. O Amor se descreve como perfeccionista e obcecado pelos detalhes, nada que o impeça de ser um bocado descuidado com as consequências dos sentimentos que provoca com suas flechas.








Esse livro fica no meio da ficção e não ficção. O livro nos conta a história de amor entre Caio e Maria Augusta, pais da autora Adriana Falcão.  O narrador do livro é o próprio Amor, o Amor nos conta tudo, como ele tramou para Caio e Maria Augusta se encontrarem, como fez eles se apaixonarem, e essa narrativa foi bem criativa.



"Em certas ocasiões me confundem com outros sentimentos, o que me irrita profundamente. Tem gente que, ao ser atacada por uma paixonite qualquer, já sai anunciando: “Estou amando”. Uma atração à toa, um arrepiozinho, uma admiração mais forte e lá vem meu nome à tona. Em se tratando de alguma obsessão, seja lá de que tipo, sou sempre uma ótima justificativa."    





O livro é cheio de cartas que foram trocadas pelos dois amantes, o que deixa a leitura leve.


    Vemos toda a paquera, lemos as cartas  desse amor que no inicio foi proibido pela mãe da  Maria Augusta. Esse livro não tem um romance perfeito, os personagens são reais o Caio é de um ciume intenso e a  Maria Augusta muito dramática, e isso só piora ao passar dos anos, isso não deixa a leitura ruim, só nos mostra que esses personagens são reais.




Caio Adolescente 
Maria Augusta





 Na vida de Caio e Maria Augusta sempre esteve presente a melancolia,e isso só traz mais problemas quando o relacionamento deles se torna mais serio.


O Amor leva a narrativa com muito sarcasmo que ate chega a ser engraçado, coisa que gostei muito. O final é um pouco dramático, mas temos que lembrar que é uma história real, a diagramação do livro está perfeita, a escrita da autora é leve e com certeza quero ler mais coisas dela. O personagem que mais gostei foi o Amor, ele é sarcasmo, e é um sentimento, mas também um personagem.(Meio louco)

                                                Nota: 
  




Abaixo, deixo um vídeo com o Gregório Duvivier e Clarice Falcão (filha da autora e pessoa que amo S2) cantando a música preferida dos avós dela:







Deixa um comentário falando o que achou do livro!!


Abraços!