Mosquitolândia | Resenha

ISBN-10:  8580577799 Ano: 2015 / Páginas: 352 Idioma: português  Editora:  Intrínseca Autor: David Arnold Skoob: Aqui! Sinopse: A...






ISBN-10: 8580577799
Ano: 2015 / Páginas: 352
Idioma: português 
Editora: Intrínseca

Autor: David Arnold
Skoob: Aqui!
Sinopse:
Após o inesperado divórcio dos pais, Mim Malone é arrastada de sua casa em Ohio para o árido Mississippi, onde passa a morar com o pai e a madrasta e a ser medicada contra a própria vontade. Porém, antes mesmo de a poeira da mudança baixar, ela descobre que a mãe está doente. Mim foge de sua nova vida e embarca em um ônibus com destino a seu verdadeiro lugar, o lar de sua mãe, e acaba encontrando alguns companheiros de viagem muito interessantes pelo caminho. Quando a jornada de mais de mil quilômetros toma rumos inesperados, ela precisa confrontar os próprios demônios e redefinir seus conceitos de amor, lealdade e sanidade. Com uma narrativa caleidoscópica e inesquecível, Mosquitolândia é uma odisseia contemporânea, uma história sobre as dific uldades do dia a dia e o que fazemos para enfrentá-las.

 Antes de qualquer coisa quero dizer que, li esse livro por causa do clubinho! (Não sabe o que é o clubinho? clique aqui!)




“Meu nome é Mary Iris Malone, e eu não estou nada bem.”

   Mary Iris Malone, ou simplesmente Mim(um acrômico usado por ela), é uma adolescente de 16 anos, e como ela mesma diz, não está nada bem.
  Seus pais acabam de se divorciarem e é nesse momento que ela se ver obrigada se mudar de cidade, onde vai morar com seu pai e sua  madrasta.
  Ela sente que naquela nova cidade, a qual ela chama de Mosquitolandia, não é seu verdadeiro lar. Então depois de uma ''noticia bombástica'', essa noticia é um mistério para o leitor até os últimos momentos do livro, Mim decide viajar 1.524 quilômetros até a cidade onde sua mãe está. 
  Além da noticia bombástica,  Mim para de receber cartas de sua mãe, e ela tem certeza que é culpa de sua madrasta. Com dinheiro roubado do seu pai, Mim começa sua jornada.


 ''Escrever é melhor do que sucumbir à loucura do mundo, e é mais barato que tomar remédios.''



    Em sua viajem ela conhece várias pessoas,  como o Arlene, a senhora mais fofa do mundo, Carl que faz juiz ao nome que tem, Walt que é um menino especial, e um dos melhores personagens do livro, e pessoas ruins como o Homem do Poncho. Na sua viajem ela conhece Beck, o garoto da poltrona 17c, por quem ela tem uma quedinha ou um tombo. 



  Mas um acidente de ônibus muda o rumo da história.  Durante a narrativa, que é em primeira pessoa, Mim escreve em seu diário, cartas para Isabel. Nessas cartas conhecemos o passado da Mim, seus motivos para ir encontrar sua mãe, conhecemos suas esquisitices, seus manias e doenças, segredos nunca contados.


 
  ''Uma coisa só tem validade depois que é dita em voz alta.''

   Esse não é o tipo de livro onde um adolescente sabe de tudo, esse é um livro de  autoconhecimento da Mim.
   O autor abordou assuntos sérios e pesados, como depressão, problemas familiares, abuso sexual, homossexualismo e síndrome de Down, mas ele  não se aprofundou nesses temas e isso pode chatear o leitor, pois a leitura poderia ser muito mais interessante se esses temas fossem mais aprofundados.
  O autor David Arnold foca em mostrar como uma personagem pode ter um crescimento pessoal e como conquista laços com pessoas que talvez ela nunca conhecesse se não fosse por aquela viajem.
  Em 4 dias de viajem Mim encontra além de respostas para suas perguntas, ela encontra  amizades.
  


                            Mapa interno do livro Mosquitoland, na versão em inglês. Fonte: aqui.




   
  Mim com certeza vai ser uma personagem difícil de esquecer, ela tem tantas características que vai fazer com que o leitor nunca vá confundi-la com outra personagem. Além de ser uma coleção de esquisitices, Mim gosta de fazer uma pintura de guerra nela mesma.
  



Imagem tirada do book trailer do livro, cliquei Aqui! 
                                           



  Durante o livro o autor deixa várias pontas soltas que só se fecham no final. Mosquitolândia, foi uma leitura rápida, Mim narra toda a história com um tom de sarcasmo e ironia, motivo de boas risadas durante a leitura.
   

                Nota:
                                       






 Além de tudo, o livro tem uma trilha sonora feito pelo David, as músicas são incríveis.
    

Clique na imagem para conferir a playlist.





Deixa um comentário falando o que achou do livro!!

 Obrigado por ler ate aqui!

 Abraços