Como eu era antes de você--Resenha

Oi tudo bem? Hoje venho falar um pouco sobre o livro Como eu era antes de você, da autora Jojo Moyes      ISBN-10:  8580573297 Ano: 20...

Oi tudo bem?

Hoje venho falar um pouco sobre o livro Como eu era antes de você, da autora Jojo Moyes 
   



ISBN-10: 8580573297Ano: 2013 / Páginas: 320 
Idioma: português 
 Editora: IntrínsecaSkoob: Aqui!Sinopse:Quando o café fecha as portas, Louisa se vê obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, a ex-garçonete consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto e planeja dar um fim ao seu sofrimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.




Bom, li esse livro em julho, e por indicação de uma amiga, Anny S2, no começo eu achava que o livro seria um super clichê, quis ate abandonar a leitura, mas no final me surpreendi.

''Aquilo me sobrecarregou, partiu meu coração, meu estômago, minha cabeça, me invadiu e não pude aguentar. Achei que, sinceramente, não aguentaria.''

 O livro, narrado em primeira pessoa por Loiusa Clark ou Lou, nos mostra como a vida dessa jovem, de 26 anos, se transforma quando ela perde seu emprego de garçonete. 
 Louisa é o tipo de pessoa que não tem grandes ambições em sua vida,  ela não sonha em salvar o mundo, nem em viver aventuras, Louisa só quer ficar na dela. 
    Isso me irritou um pouco, uma personagem de 26 anos já adulta que não pensa em seu futuro, que faz coisas só por fazer, não é o meu tipo preferido de pessoa.

''Você só pode ajudar alguém que aceita ajuda.''

  Porém quando ela perde seu emprego, ela só tem duas possíveis opções; trabalhar como stripper ou como cuidadora de um invalido. Ela não gosta de nenhuma dessas opções, porem ela precisa muito desse emprego, pois ela é a principal fonte de renda na casa dos pais, então ela escolhe em ser cuidadora.

  A entrevista de emprego não foi nada bem, e ela tem certeza que não vai conseguir o emprego, mas o contrario acontece e ela é contratada.
Quando chega para o emprego ela tem certeza que vai cuidar de um idoso, porém ela encontra um jovem na cadeira de rodas, Will Traynor.
  A partir desse ponto eu queria para de ler o livro, pois achava que ia ser uma leitura bem previsível. 
  
  Mas continuei e me surpreendi. A autora escreve muito bem os personagens eu realmente acreditei que aquela história podia realmente ser real.
 O livro não é um romance água com açúcar, é um história de descobrimento, vemos como o encontro de Will e Lou vai mudar a vida dos dois.
  Will no começo ''odeia'' a Lou, pois acha que com 35 anos não precisa de ''babá'', ele ignora a Lou, isso no começo deixa ela irritada, mas ela responde com a mesma atitude. Will sempre é tratado diferente pelas pessoas, e ele odeia isso, então ela quase nunca sai de casa, mas Lou não o trata diferente das outras pessoas só por que ele é tetraplégico, ela o trata de maneira normal.
 A autora aborda alguns temas delicados  de uma maneira muito simples. 
Logo Will ver que Louise é uma ótima pessoa, e ver que ela também tem problemas, em casa, no namoro, em uma escolha para carreira profissional, assim Will começa ajuda Lou, dando conselhos, ajudando com sua opinião. Louise também mostra como mesmo em sua nova condição Will está vivo, e ela tenta mostrar a vida para ele, possibilidades, lugares para ir, a oportunidade de ser feliz. 

 Não vou falar muito sobre a trama principal do livro, pois acho que seria spoiler.   
   O final é incrível, não achei que a autora fosse realmente cumprir suas palavras, mas ela  faz.



 Nota:
                          



      Abraços!